Por que trememos quando ficamos nervosos? Ciência explica

Tartaruga tremendo de medo

Você já chegou a tremer de nervoso? O corpo tem esse tipo de reação quando submetido a emoções extremas, como medo, nervosismo ou ódio, por exemplo, e a resposta está nos neurotransmissores, a química produzida pelo cérebro. O que acontece é que, quando o ser humano se depara com uma situação ameaçadora, uma onda de adrenalina e noradrenalina prepara o corpo para lutar ou fugir rapidamente.

Nessas condições, o sistema nervoso simpático dilata as pupilas, inicia a sudorese e estimula o fluxo de sangue para nossos músculos. A liberação de adrenalina no sangue é que traz à tona esses efeitos. Para entender o porquê, é preciso voltar nossa atenção aos primórdios da humanidade. Naquela época, essas reações do corpo permitiam capturar presas, escapar de predadores ou lutar. Isso porque o corpo faz o possível para ficar pronto para uma atividade física.

O cérebro libera adrenalina e noradrenalina diante de uma situação de nervosismo, o que causa os tremores.

Basicamente, o cérebro não consegue distinguir a urgência de um predador à vista de uma apresentação em público, por exemplo, e faz o corpo tremer da mesma maneira. Outro aspecto que proporciona o tremor é a tensão involuntária dos músculos, principalmente se acontece por um longo período.

E essa tensão é justamente o que ocorre em situações de medo (em que a pessoa se encolhe, por exemplo) ou raiva (em que a pessoa cerra os punhos). A adrenalina atua diretamente nas células receptoras dos músculos para acelerar a taxa de contração das fibras. A noradrenalina, por sua vez, está relacionada com a excitação física. A produção é centrada na área do cérebro chamada de locus coeruleus (uma região pequena e azulada do tronco cerebral). A falta de noradrenalina, aliás, costuma ser associada a transtornos depressivos.

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnoterapia, PNL e Neurociência agora? É só clicar aqui! ou no link: https://estudiodamente.com.br/

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Visite o canal do Estúdio da Mente no YouTube.

Fonte: https://canaltech.com.br/saude/por-que-trememos-quando-ficamos-nervosos-ciencia-explica-203442/

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat