Estudo científico confirma que as mulheres absorvem o DNA de seus parceiros sexuais

Espermatozoides e cérebro

Dia a dia a ciência avança exponencialmente, e é por isso que muitas das coisas que percebemos como “normais” podem mudar radicalmente quando são investigadas pela ciência.

As relações sexuais são uma parte vital e fundamental da vida, portanto, seu estudo é sempre de interesse científico e uma descoberta recente pode mudar para sempre a maneira como vemos o sexo.

Geralmente se pensa que, quando uma mulher e um homem fazem sexo desprotegido, a única troca de DNA que pode ocorrer é a de uma gravidez e que a única consequência pode ser uma doença sexualmente transmissível. Isso era verdade até um tempo atrás, mas agora um fenômeno conhecido como microquimerismo masculino foi descoberto.

Este fenômeno foi descoberto pelos cientistas enquanto eles estudavam o cérebro das mulheres. Em muitos dos cérebros analisados, os cientistas descobriram DNA alienígena. Para estudá-los com mais cuidado, eles notaram que não só havia DNA do pai de seus filhos (caso as mulheres em questão tivessem filhos), como também havia DNA de parceiros sexuais anteriores (mesmo das relações sexuais em que não houve gravidez)!

O estudo mostrou que 63% das mulheres estudadas tinham DNA estranho em seus cérebros e que era o DNA transmitido por parceiros sexuais através do sêmen. Essas células vivas são absorvidas pelo corpo feminino e alojadas principalmente no cérebro.

Assim, embora pareça difícil de acreditar, todo parceiro sexual que uma mulher tem, inevitavelmente deixa uma marca indelével em seu corpo.

As consequências do microquimerismo masculino ainda não são totalmente conhecidas, no entanto, podemos ter certeza de que o sexo entre duas pessoas é algo muito mais significativo e deixa marcas mais profundas do que você pensa.

Saber disso vai fazer você mudar algo em seu comportamento sexual?

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnose e Hipnoterapia agora? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia.

Fontes:
https://www.maisvibes.com/estudo-cientifico-confirma-que-mulheres-absorvem-o-dna-de-seus-parceiros-sexuais/?fbclid=IwAR1rQQwVMKINwmJ-zoVQWf_1eVgdaJmin99JT-qV0MJQ63DlsM5OVdCYfrs

https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0045592&fbclid=IwAR2l_8zaIJl2pA0i8ZbFNNmnYPMnTNBmIvCYcW9_hQIhfdiIhxpeuw8qx3M

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

1 comentário em “Estudo científico confirma que as mulheres absorvem o DNA de seus parceiros sexuais”

  1. CARLOS ALBERTO GRANITO

    O ex-monge católico, Adolf Josef Lanz, hoje está sendo considerado o avô da ideologia de superioridade nazista.
    Há 72 (setenta e dois) anos, Adolf Josef Lanz previu a existência do microquimerismo masculino, certo que a ele se referiu com outro nome.
    Seu xará, Adolf Hitler, também austríaco, e outros líderes nazistas como Heinrich HImmler, aproveitaram do conhecimento e formaram para formar a teoria nazista de superioridade ariana, Ontogenia Nazista para influenciar moças e mulheres alemãs a manter relacionamento sexual somente com homens considerados racialmente puros, como os integrantes da temida Schutzstaffel, conhecida pela sigla “SS”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat