Barreiras mentais são empecilhos para crescimento: conheça 10 mais comuns

Homem preso na cabeça

Ao longo da vida, construímos um conjunto de ideias a respeito de nós mesmos, do mundo, dos outros e do futuro. É como se fossemos pinçando coisas aqui e ali que acabam formando nossas crenças e valores. No entanto, algumas ideias absorvidas podem interferir em nosso desenvolvimento por limitar o nosso crescimento. Como a mente humana funciona dentro de um princípio de economia cognitiva, em que busca manter sua ‘arquitetura’ adquirida, é comum que tenhamos modos padronizados de entender e agir em cada contexto da vida.

Por isso, apresentar resistência à mudança é um processo natural e esperado. Mas, o problema surge quando o repertório de nosso conhecimento não é suficiente para dar conta das demandas/exigências de novos cenários. Nesse momento é fundamental certa flexibilidade e capacidade de gerar novas aprendizagens para que a adaptação possa se realizar. E aí, muitas vezes, nos deparamos com barreiras mentais que podem nos limitar.

Essas barreiras mentais causam empecilho pessoal que pode dificultar o alcance de objetivos ou a saída da ‘zona de conforto’. Por isso, é importante identifica-las para conseguir superá-las quando necessário. Aqui uma lista das barreiras mentais mais comuns e como lidar com cada uma:

  1. Apego

Pode nos prender a uma situação não favorável, por isso não devemos ficar refém de nossas posses. Desapegar é um exercício importante para dar andamento em muitos momentos da vida, deixando para trás o que não acrescenta positivamente.

  1. Autocrítica

É muito importante fazer uma autoavaliação para melhorar, no entanto, pegar pesado consigo mesmo só incapacita e desestimula. Saiba identificar qualidades e defeitos sem potencializar demais apenas os erros.

  1. Preconceito

Afasta qualquer indivíduo da tolerância e da empatia, por isso identificar e enfrentar esse tipo de barreira pode ser um progresso moral. Além disso, pessoas com autocrítica muito exacerbada têm a tendência a julgar os demais, pois são exigentes em excesso para todas as situações.

  1. Crenças limitantes

Ficam ali impregnadas em nossas ideias e valores como uma verdade absoluta, por isso é muito importante revê-las para confrontá-las com a realidade. Nem tudo que aprendemos ao longo da vida realmente procede, vale desenvolver um senso crítico para libertar-se de ideias que não nos permitem crescer.

  1. Procrastinação

É uma estratégia mental e comportamental para evitar ao máximo o desprazer de fazer algo criando obstáculos mentais (justificativas) e comportamentais (fazendo atividades secundárias – mais prazerosas) a fim de evitar ao máximo o enfrentamento do desafio. Por isso, pare de adiar as coisas! Em geral, ficar empurrando algo importante para depois gera culpa e ansiedade, portanto, livre-se disso! Entenda por que procrastinação nem sempre é só preguiça.

  1. Ressentimento

Ficar remoendo algo te impede de superar e buscar coisas novas, que podem ser até melhores. Por isso, é importante limpar essas mágoas e seguir adiante.

  1. Lembranças ruins

Elas fazem parte da trajetória, porém não precisam ser relembradas a todo momento. Aprenda com isso e liberte-se dessa experiência negativa. O que passou, passou.

  1. Rótulos

Em geral, não correspondem aos fatos. Neste caso, é saudável livrar-se disso evitando se autorrotular ou usar isso com terceiros. Não se prenda a algo limitante, supere essa fase.

  1. Atenção com o relógio

Aprender a administrar o tempo é uma maneira eficiente de não ficar refém dele, como se estivesse sempre correndo ou atrasado. Tendo um maior controle do tempo fica mais fácil administrar situações de estresse, evitar picos de ansiedade e ser mais criativo.

  1. Pensamento absolutista

O sujeito acredita 100% em sua interpretação mesmo que as evidências concretas mostrem-se opostas a ela. Portanto, ser mais flexível é uma forma eficaz de não se limitar a uma única ideia, é importante aprender a reavaliar até o que parece indiscutível.

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnoterapia, PNL e Neurociência agora? É só clicar aqui! ou no link: https://estudiodamente.com.br/

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Visite o canal do Estúdio da Mente no YouTube.

Fonte: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/01/23/barreiras-mentais-sao-empecilhos-para-crescimento-conheca-10-mais-comuns.htm

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat