Você já acordou no meio da noite e não conseguiu se mexer? Saiba o motivo!

morte na cama

Por mais assustador que pareça, não conseguir se locomover ou falar ao acordar no meio da noite é algo comum.

Estimativas apontam que cerca 60% da população já tenha acordado no meio da noite sem conseguir se movimentar. A paralisia do sono acontece quando o indivíduo se encontra consciente, mas incapacitado de se mover.

A sensação, que já foi descrita por muitos, parece aterrorizante para quem vivencia. Trata-se de sentir o mundo ao seu redor, mas sem ter total controle sobre seu próprio corpo. Algumas pessoas entram em pânico com a experiência, mas fique calmo! Vamos explicar exatamente porque isso ocorre e por qual motivo você não precisa temer.

A paralisia muscular acontece pela liberação de dois hormônios conhecidos como gaba e glicina. Essas substâncias são liberadas quando acordamos durante a fase REM (movimento rápido dos olhos), antes de despertar completamente do #Sono. Ou seja, ficamos conscientes, mas ainda estamos dormindo. É também nessa fase que os sonhos e as fantasias acontecem!

Muitos relatos de quem sofre com a paralisia do sono envolvem experiências sobrenaturais. Seja com abdução alienígena, demônios, vampiros, ou com o que a sua imaginação der vida. Isso é explicado pela pessoa ainda estar naquela fase dos sonhos citada anteriormente.

 O corpo, além da ausência de movimentos, pode sofrer com outras sensações, como falta de ar, morte e flutuação. Os fatores que mais se encontram associados com a paralisia do sono são: estresse, hábito de sono desregulado, cansaço mental e físico, uso de substâncias em excesso, alguns remédios, privação de sono e insônia. Outra coisa que pode colaborar para que a pessoa passe por essa experiência é dormir de barriga para cima!


O que fazer durante a paralisia do sono?

Por mais assustador que seja, se um dia você acordar sem conseguir se mexer nem falar, não force os movimentos e, se possível, relaxe. Tentar levantar à força só vai aumentar a paralisia em si e o seu nervosismo, o que pode desencadear experiências emocionais bastante desconfortáveis e intensas. Controlar o medo é a melhor coisa a ser feita.

Reconhecer a paralisia do sono e, no caso de uma ocorrência, ter a consciência de que está passando por ela é fundamental para que a pessoa volte a se movimentar normalmente e fique menos tempo paralisada.

Uma tática que funciona para muitas pessoas é tentar mexer os dedos dos pés. Isso é útil porque a paralisia faz com que a pessoa foque nos músculos do abdome, na garganta e no peito, então pensar no dedão do pé, por exemplo, pode ser bastante efetivo.

Focar na respiração é uma ótima maneira de dar fim à paralisia. Aliás, nunca se esqueça de que controlar a respiração traz apenas benefícios, especialmente em situações de estresse, ansiedade e nervosismo. Há relatos de pessoas que “se esquecem” de respirar durante episódios de paralisia, então é fundamental respirar profundamente e exalar o ar com calma para que, aos poucos, os músculos voltem a se movimentar e o nervosismo vá diminuindo.

Se a pessoa que tiver paralisia acreditar em algum tipo de religião, rezar é também um bom caminho, afinal a oração é um tipo de meditação e tem o poder, para quem tem fé, de auxiliar tratamentos terapêuticos e de proporcionar relaxamento.

Tentar tossir é também uma maneira de ajudar a acordar o corpo.

De acordo com Ryan Hurd, que tem a paralisia do sono frequentemente e escreveu a respeito para o Dream Studies, a melhor tática é movimentar o nariz, como quem está sentindo o cheiro de algo muito ruim. Para ele, movimentar os músculos da face algumas vezes seguidas é o que faz com que a paralisia pare instantaneamente.

Depois de a paralisia passar, é importante sair da cama e se movimentar, acender as luzes do quarto e lavar o rosto.

Se você sofre de paralisia do sono, procurar ajuda terapêutica pode ajudar, especialmente se houver algum fator estressante em sua vida, como transtorno de ansiedade e depressão. Essas doenças, quando tratadas, permitem que a pessoa consiga estudar, trabalhar e realizar suas tarefas cotidianas normalmente.

Além do mais, o tratamento pode diminuir a incidência de casos de paralisia do sono. Se possível, visite um neurologista ou um psiquiatra, que são dois dos profissionais capazes de melhorar a saúde de uma pessoa em termos de sono.

Terapias com Hipnose também são recomendadas, pois atuam tanto nas questões de ansiedade e depressão quanto na insônia. Que tal conhecer um pouco sobre Hipnose e Hipnoterapia agora? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia.

Fontes: 

http://br.blastingnews.com/curiosidades/2017/03/voce-ja-acordou-no-meio-da-noite-e-nao-conseguiu-se-mexer-saiba-o-motivo-001508783.html 

http://www.megacurioso.com.br/neurociencia/98724-15-fatos-e-dicas-sobre-a-assustadora-paralisia-do-sono.htm

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat