Você costuma rir em momentos inadequados? Shiii… Então leia isto!

imagem segurando o riso

Um senso de humor distorcido – que inclui o riso em momentos inapropriados ou explosões incompreensíveis de irritação – pode ser um dos primeiros sinais de demência. Pelo menos é o que indica uma pesquisa da Universidade College de Londres publicada pelo periódico científico Journal of Alzheimer’s Disease.

Os cientistas que participaram do estudo entrevistaram parentes e amigos de 48 pacientes com diagnóstico de demência. Todos tinham conhecido os pacientes havia mais de 15 anos antes de os sintomas da doença terem se tornado perceptíveis. A maioria reconheceu que o senso de humor dos doentes havia mudado.

Vários relatavam casos em que os pacientes haviam rido em situações inadequadas, ao assistir a reportagens sobre desastres naturais ou ao ver um carro estacionado mal.

Um dos entrevistados recordou que um parente riu muito quando sua mulher se queimou de forma grave com água fervente. “Meu pai passou a não ver graça em praticamente nada após a doença, mas um dia nos surpreendemos quando ele começou a gargalhar ao ver minha mãe, que sofre de asma, perder o fôlego e lutar para respirar”, lembrou outro entrevistado.

 “Embora a perda da memória muitas vezes seja a primeira coisa que nos vem à mente quando ouvimos a palavra ‘demência’, o estudo destaca a importância de olhar para as várias alterações que impactam a vida diária e os relacionamentos”, afirma o neurologista Simon Ridley, do Centro de Pesquisa sobre Alzheimer, no Reino Unido.

Ele salienta, entretanto, que apenas as variações de humor não são suficientes para diagnosticar um quadro demencial: é preciso levar em conta o conjunto de sintomas. De qualquer forma, orienta: “Ao perceber alterações no comportamento dos entes queridos, em especial daqueles com mais de 70 anos, é importante procurar ajuda médica o quanto antes”.

Mas e se você é daqueles que adora rir em momentos poucos convenientes… Como evitar?

Como Parar de Rir em Momentos Inapropriados

Às vezes, você simplesmente não consegue parar de rir. Se você rir em momentos sérios, poderá ofender alguém acidentalmente. Embora possa ser difícil conter a risada, a maioria das pessoas conseguem.

Passos

  1. Entenda quando rir não é apropriado. Dizem que “rir é o melhor remédio”, mas se o momento for muito sério, as outras pessoas poderão não gostar. Se estiver em uma situação sabendo que não é o momento de rir, será mais fácil manter um comportamento sério.
     
  2. Veja se as outras pessoas estão rindo, ou pelo menos sorrindo muito. Se não estiverem, não ria, a menos que alguém comece. Se vir alguém rindo inadequadamente (e todos os outros olhando feio para ela), saia de lá o mais rápido possível, pois uma risada inapropriada pode ser contagiosa.
     
  3. Pense em algo muito triste e deprimente. Se precisar de inspiração, os jornais normalmente são cheios de notícias tristes que serão suficientes para isso. Pense em algo que faça você sentir vontade de chorar. Embora possa ser desagradável, ajudará a controlar a vontade de rir. Se a tristeza não funcionar, o medo também pode ser efetivo. Pense em uma cena de um filme de terror que acabou de assistir ou um acidente de carro. Está fisicamente provado que isso funciona, pois a adrenalina (do hormônio do medo) liberada do cérebro quando tem esses pensamentos, bloqueará as endorfinas (o hormônio da felicidade e do riso). Você pode precisar de um pouco de prática para se convencer do medo, mas assim que aprender, será muito efetivo.
     
  4. Tente se beliscar ou sentir alguma outra sensação física forte, como morder sua bochecha por dentro ou sua língua (não muito forte!). Morda os dois lados da sua boca de uma vez, para que seus lábios não se levantem, fazendo com que você sorria ou ria. Segure sua respiração quando sentir vontade de rir. Isso funcionará como uma distração, fazendo com que segure a vontade de rir. Se ainda sair um sorriso, que as pessoas tendem a perceber, aperte seus lábios para que não pareça que está sorrindo. Às vezes, quando segura a respiração, você acabará rindo mais alto ou rindo de você mesmo, portanto, tenha cuidado.
     
  5. Disfarce um sorriso ou risada tossindo. Se não conseguir segurar, coloque sua mão sobre a boca rapidamente para tossir. Fuja das pessoas, mesmo que precise sair da sala e ir para o banheiro. Se as pessoas perceberem que está tossindo, elas entenderão.
     
  6. Transforme sua risada em choro se o momento for triste, como um velório.Algumas pessoas, quando começam a chorar, parecem que estão rindo.
     
  7. Tente expirar quanto mais ar puder dos pulmões. Isso fará com que você pare de rir e funciona melhor quando combinada à técnica da tosse mencionada acima. Uma combinação de técnicas costuma dar muito certo!
     
  8. Se estiver muito difícil, aperte seu nariz e cubra sua boca com a mão. Assim, as pessoas não verão seu sorriso e você poderá continuar. Você poderá começar a tremer, mas tudo bem, você pode fingir que está chorando. Tente não deixar nenhum som sair, mas se algum sair por acidente, parecerá um espirro ou um ronco estranho.
     
  9. Abra bem sua boca e deixe a risada sair silenciosamente sem sorrir. Pode parecer estranho, mas funciona.
     
  10. Finja que está palitando os dentes. Abra a boca e finja que está retirando algo que está preso. Isso não apenas esconderá totalmente seu sorriso, mas você também poderá limpar os dentes ao mesmo tempo! Tenha cuidado porque sua cara será engraçada e as outras pessoas poderão começar a rir.
     
  11. Use a psicologia reversa em você mesmo. Dizendo a você mesmo algo como “Que engraçado! Ria mais!”, você acabará percebendo que o que era tão engraçado não é mais.
     
  12. Faça uma contagem regressiva de 10 até 1. Se não funcionar, tente novamente. Até a contagem progressiva pode ajudar.
     
  13. Tente morder uma parte do seu lábio inferior. Então, ria quanto quiser sem abrir a boca. As pessoas pensarão que você está chorando e tentando segurar. Mas quando terminar, não pare de uma vez. Inspire algumas vezes como se estivesse hiperventilando.
     
  14. Coloque sua língua no céu da boca ao mesmo tempo que mantém sua boca fechada.
     
  15. Morda sua língua e aperte suas bochechas ou, se estiver em um velório ou algo sério, segure suas mãos contra o rosto e sorria ou ria quanto quiser, mas tente fazer o som de choro.
     
  16. Feche sua boca e respire pelo nariz, como se estivesse rindo, mas sem abrir a boca. Você pode disfarçar como se fosse um resfriado ou algo do tipo.
     
  17. Morda suas bochechas por dentro.
     
  18. Faça a tabuada em sua cabeça. Isso é garantido, mas pode demandar alguma prática. Caso nunca tenha notado, quando ouvimos uma piada ou ouvimos algo engraçado, ficamos imaginando a cena em nossa cabeça sem parar e é por isso que continuamos rindo. Portanto, a melhor maneira de parar de rir é tirar a piada da cabeça. Fazendo um cálculo mental irá, sem dúvida, demandar toda sua atenção. Tentando resolver a tabuada, ler um livro ou fazer algo ao mesmo tempo dará certo. No entanto, se estiver segurando a risada em uma peça de teatro na escola ou algo do tipo, você ainda precisará pensar no que precisará fazer em seguida e precisará aprender a não olhar para baixo ou parecer distante enquanto estiver resolvendo os cálculos. Além disso, precisará começar a calcular novamente quando sentir vontade de rir, mas sem parar de pensar no que estava distraindo sua mente.
     
  19. Tente se lembrar de algo, qualquer coisa. Tente se lembrar dos nomes de todos os seus amigos e parentes, por exemplo, ou uma lista de músicas do seu CD favorito. Qualquer coisa que use a capacidade do seu cérebro e tire sua atenção da piada poderá ajudar.
     
  20. Se acabaram de insultar seu amigo e isso foi engraçado, você saberá que precisará rir. O que costuma ser mais efetivo é transformar sua risada em uma risada de pena. Você rirá, mas não completamente. Olhe para o chão ou murmure segurando a respiração, fazendo um som de reprovação e comece a sacudir a cabeça. Isso funciona muito bem!
     
  21. Cante para você mesmo e concentre-se na letra da música.
     
  22. Exercite os músculos do seu maxilar para aliviar a tensão e soltar os músculos.
     
  23. É sempre bom sair e ficar sozinho para controlar a risada.

Mais dicas para os risoletas

  • Não se sinta culpado por sentir vontade de rir. As emoções humanas são muito complexas. Por exemplo, algumas pessoas sentem muita vontade de rir em velórios. Isso não acontece porque são pessoas más ou insensíveis. Pelo contrário, algumas pessoas lidam com a perda e a tristeza de formas inusitadas.
  • Se perceberem que está rindo, simplesmente peça desculpas honestamente. Explique que sabe que não deveria rir, não entende o motivo pelo qual não está conseguindo controlar e não queria ofender ninguém.
  • Expire e segure a respiração até parar de rir. Isso não apenas ajudará você a parar de rir rapidamente, mas também a silenciar as risadinhas que soltar até conseguir parar.
  • Tente fixar em um ponto da sala e não tire os olhos daquele lugar.
  • Pense em algo ruim ou embaraçoso que aconteceu com você e que fez com que outras pessoas rissem de você. Dessa forma, você saberá como as pessoas se sentirão. Isso poderá ajudar você agora e no futuro, se acontecer novamente.
  • Tente franzir sua boca. Há uma conexão entre sua expressão e seus sentimentos, altere um e poderá alterar o outro. Contrariamente, se estiver deprimido, abatido ou triste, tente sorrir forçadamente. Morda um lápis se nada mais funcionar e você se sentirá melhor.
  • Se for muito difícil controlar a vontade, você precisará usar uma outra arma. Pense no que sentiria se algo muito ruim acontecesse a um amigo ou familiar. Isso pode ser difícil, mas ajudará a controlar a vontade de rir. Assim que a vontade passar, você poderá parar de pensar em coisas ruins.
  • Você também pode beber algo antes que a vontade fique muito forte. No entanto, o tiro pode sair pela culatra se a sua risada fizer com que cuspa toda a bebida.
  • Morda seu casaco e tente relaxar. Distraia-se pensando em algo triste e dizendo que você será uma pessoa muito má se começar a rir.
  • Outra boa ideia, mas talvez uma última alternativa, é pensar em uma situação muito embaraçosa que fez você se sentir péssimo. Pense nisso e sua mente não pensará mais em coisas engraçadas.

E você, costuma rir nos momentos errados? Como age nestas situações?

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnose e Hipnoterapia agora? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia.

Fontes:
http://www2.uol.com.br/vivermente/noticias/alteracao_na_capacidade_de_achar_graca_pode_ser_sinal_de_demencia.html
http://pt.wikihow.com/Parar-de-Rir-em-Momentos-Inapropriados

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

2 comentários em “Você costuma rir em momentos inadequados? Shiii… Então leia isto!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat