Pessoas que gostam de sertanejo e rap são menos inteligentes, aponta estudo

Cérebro de Homer

De acordo com uma pesquisa realizada pelo psicólogo e escritor britânico evolucionista Satoshi Kanazawa, da Escola de Economia e Ciência Política de Londres, as pessoas que escutam música clássica são intelectualmente superiores àquelas que preferem canções populares, como sertanejo e rap. Para chegar a essa conclusão, Kanazawa usou uma teoria da psicologia evolucionária, chamada de Savanna-IQ.

Segundo essa corrente teórica, as pessoas inteligentes são mais abertas à novidades do que seus pares menos esclarecidos. Como a canção instrumental surgiu na história depois da versão cantada, que é ancestral, a música clássica seria uma “novidade” na linha do tempo da evolução. Sendo assim, Kanazawa argumenta que os indivíduos inteligentes povoam concertos e clubes de jazz porque têm maior capacidade de responder a obras puramente instrumentais.

Para provar sua tese, Kanazawa oferece duas evidências. A primeira utiliza dados de uma pesquisa realizada pela Universidade de Chicago, em que os 1,5 mil entrevistados tiveram que classificar 18 gêneros musicais em uma escala de 1 (não gosto) a 5 (gosto muito). Depois, eles fizeram um teste de inteligência verbal. Por fim, os participantes mais inteligentes preferiam música instrumental, enquanto os outros gostavam de gêneros como o rap e o country, que equivale ao sertanejo brasileiro.

Como segunda evidência, o pesquisador utilizou a pesquisa British Cohort Study, realizada com todos os bebês nascidos no Reino Unido em uma semana de 1970. Em 1986, quando todos tinham 16 anos, foi solicitado que eles avaliassem suas preferências por 12 gêneros musicais. Depois, os participantes também fizeram um teste de inteligência verbal. Como no estudo anterior, os britânicos com as maiores notas no teste preferiam músicas instrumentais.

“Por fim, como se suspeita, a preferência por gêneros como o rap e o country está correlacionada negativamente com a inteligência”, disse Kanazawa. O pesquisador trabalha com o método Savanna-IQ há muitos anos, mas alguns teóricos apontam contradições no estudo, que não leva em conta, por exemplo, a renda e a escolaridade das pessoas, o que impacta diretamente nos tipos de lazer aos quais elas têm acesso.

E você, o que pensa sobre isso?

* Este artigo não retrata a opinião do dono deste site. A referência encontra-se na fonte abaixo.

Fonte:  https://www.revistabula.com/26344-pessoas-que-gostam-de-sertanejo-e-rap-sao-menos-inteligentes-aponta-estudo/?fbclid=IwAR2Sa_z8-q1zSERJYouaz1rndE_NWJ8XiHuSo3jM2lG3RcXk6BCb9dq-yMo

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnose e Hipnoterapia agora? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat