Desorganização atrapalha funcionamento do cérebro e provoca estresse

Quarto zoneado

O fim de semana chega e é hora de tentar por ordem à bagunça acumulada durante toda a semana. Se essa tem sido sua rotina nos dias de folga — e mesmo assim, o problema parece nunca chegar ao fim —, melhor rever seus hábitos. Segundo especialistas, viver em meio à desorganização gera estresse e perda de tempo, o que interfere diretamente no bem-estar e na qualidade de vida.

Segundo o neurologista Leandro Teles, membro da Academia Brasileira de Neurologia, ser organizado facilita o trabalho do cérebro, pois permite que ele tenha previsibilidade para executar tarefas.

— Quando está tudo embaralhado e alguém procura algo, o cérebro gasta tempo e performance para achar o que se quer. Com isso, ele fica cansado e há queda de rendimento em atividades que exigem mais energia, como tomada de decisões, por exemplo — diz o médico. — Se o ambiente está arrumado, a pessoa já parte do meio do caminho. Isso traz tranquilidade, gera serotonina (neurotransmissor) e controla o bem-estar.

O especialista em Neurociência Clínica e Educacional, Sergio Enrique Faria, explica que quanto mais estímulos o cérebro tiver ao seu redor, maior será sua dificuldade em se concentrar em algo. Portanto, se você deseja se focar nos estudos, sua missão será mais fácil em um ambiente limpo e organizado.

De acordo com a psicoterapeuta holística Myriam Durante, toda bagunça é resultado de uma procrastinação que, em geral, se deve a alguma insatisfação.

— Se as pessoas não estão felizes, elas ficam empurrando tudo com a barriga — afirma a especialista em comportamento humano.

Organização é fundamental para o aprendizado. Estudar em ambientes desarrumados dificulta a concentração em uma só tarefa, o que atrapalha a consolidação de informações no cérebro.

— Os pequenos pegam o exemplo dos pais. Não adianta dizer a eles para manter o quarto impecável se o resto da casa está bagunçado.

8 passos para transformar a bagunça em um quarto habitável

 

1. Divida o quarto em três zonas: a de estudo, a de dormir e a de lazer.

2. Reúna alguns materiais que te ajudam na organização: cestos, cabides, caixas e frascos de vários tamanhos.

3. Para que guardar canetas que não escrevem, papéis de rebuçado ou brinquedos que não funcionam? Quando tiver dúvidas se deve ou não guardar algum objeto, pergunta a si próprio se o usou nos últimos anos. Se a resposta for negativa, jogue-o fora ou doe, caso ainda esteja em bom estado.

4. Atribua um lugar a cada coisa e passe a arrumar sempre os objetos nos lugares certos.

5. Tenha à mão o que utiliza regularmente. Arrume as coisas que não usa no dia-a-dia nas prateleiras mais altas.

6. Grude etiquetas nas caixas, gavetas, arquivos. Pode escrever, desenhar, ou recortar de uma revista e colar uma imagem daquilo que tem guardado em cada local.

7. Coloque um cesto para papéis e lixos junto à área de estudo. Esvazie–os regularmente.

8. Sempre que receber algo novo, jogue fora ou doe algo que já não utiliza.

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnose e Hipnoterapia agora? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia.

Fontes: http://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/desorganizacao-atrapalha-funcionamento-do-cerebro-provoca-estresse-18528794.html#ixzz44ahma94T
http:/sossolteiros.bol.uol.com.br/8-dicas-para-arrumar-o-quarto/

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat