Cientistas descobrem como bloquear efeitos negativos da solidão no cérebro

Mulher no balanço em frente ao mar

O isolamento social crônico tem efeitos debilitantes na saúde, como doença cardíaca, artrite, diabetes tipo 2, demência e depressão. Agora, uma equipe de pesquisadores descobriu que a solidão provoca o acúmulo de uma determinada substância química no cérebro e que o bloqueio dela elimina os efeitos negativos do isolamento na saúde mental.

O estudo, publicado no periódico Cell, mostrou que o isolamento social prolongado (no experimento, os animais ficaram duas semanas sozinhos) leva a uma ampla gama de mudanças comportamentais em camundongos, incluindo aumento da agressividade em relação a desconhecidos, medo persistente e hipersensibilidade a estímulos ameaçadores.

Após os testes, os pesquisadores descobriram que o isolamento crônico leva a um aumento na expressão de um gene chamado Tac2 e na produção de um neuropeptídio chamado NkB em todo o cérebro. Ambos são produzidos por neurônios em regiões específicas do cérebro do camundongo, como a amígdala e o hipotálamo, que estão envolvidos no comportamento emocional e social. No entanto, após administrarem um fármaco que bloqueia quimicamente os receptores específicos de NkB nos animais, os cientistas perceberam que os ratos estressados se comportaram normalmente, eliminando os efeitos negativos do isolamento social.

Os pesquisadores também inibiram a função do Tac2 e seus receptores em múltiplas regiões cerebrais específicas e descobriram que a supressão desse gene na amígdala eliminou o aumento dos comportamentos de medo, mas não a agressão, mas não o medo persistente. Os resultados implicam que Tac2 deve aumentar em diferentes regiões do cérebro para produzir os vários efeitos do isolamento social.

Embora o trabalho tenha sido feito em camundongos, ele tem implicações potenciais para entender como o estresse crônico afeta os seres humanos. “Os seres humanos têm um sistema de sinalização Tac2 análogo, o que implica possíveis traduções clínicas deste trabalho”, diz Moriel Zelikowsky, principal autor do estudo.

De acordo com Zelikowsky, isso pode ajudar a criar medicamentos mais eficazes para a saúde mental no futuro: “Quando olhamos para o tratamento de transtornos mentais, tradicionalmente focamos nos neurotransmissores, como serotonina e dopamina, que circulam amplamente por todo o cérebro. Mas manipular amplamente esses sistemas pode levar a efeitos colaterais indesejados. Um neuropeptídio como o Tac2 é uma abordagem promissora para tratamentos de saúde mental.”

Falando sobre tratamentos para saúde mental, que tal ler agora um artigo interessante sobre Hipnose e PNL? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia..

Fonte: https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/05/19/cientistas-descobrem-como-bloquear-efeitos-negativos-da-solidao-no-cerebro.htm

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat