Como os pensamentos podem modificar nossa realidade

Ondas do cérebro

A Física Quântica, ciência que estuda o mundo e seus fenômenos em nível microscópico, veio para reforçar a ideia de que a nossa realidade é diretamente modificada pelo que pensamos e pelas ondas de energia que emanamos com esses pensamentos.

Assim é o estudo da dualidade dos elétrons que são ao mesmo tempo matéria e onda. A Física Quântica descobriu que tudo o que existe carrega consigo quantum, ou seja, um “pacotinho” de energia, que é transmitido através de frequências de onda. Sabe-se então que quanto maior a frequência de vibração da onda, maior a energia de cada quantum (ou pacote de energia) que ele carrega.

Nessa perspectiva, quando consideramos a mente, é possível concluir que um pensamento positivo, quando emanado em alta frequência, carrega um “pacotinho de energia” muito maior, devido à sua frequência de vibração. Viu como é muito importante sempre desejar o bem e emanar energias positivas? O corpo e o universo ao nosso redor respondem claramente. Mas, o pensamento tem mais que energia suficiente para modificar a realidade.

Afetamos a realidade com tudo o que pensamos e sentimos. Então, se eu me vejo saudável eu afeto a célula com a saúde. Isso você já sabe. Mas, você sabia que quando você acredita realmente que pode fazer algo, a chance de conseguir é muito maior?

Isso acontece, porque a nossa mente é muito poderosa e trabalha diretamente com a energia liberada pelo pensamento. Mesmo que você não saiba exatamente o que quer, se você se concentrar em negatividade, não conseguirá um relacionamento de sucesso, será infeliz, atrairá para os seus dias muitas coisas desagradáveis.

Porém, se você acredita com toda a força que pode mudar, que coisas boas acontecerão, que você pode alcançar seu sonho, estará atraindo positividade e boas vibrações para a sua vida! É como se você estivesse dizendo para sua mente que é possível, que vocês trabalharam juntas para conseguir alcançar esse objetivo. Toda energia emanada é positiva e então o universo, pela lei da atração, também se polariza na positividade.

Há uma conexão entre a energia, nossos pensamentos e o mundo da matéria que nos cerca. Toda matéria é feita de átomos e cada átomo tem um núcleo, contendo prótons e nêutrons, em torno do qual orbitam os elétrons. Nos átomos, os elétrons sempre giram em torno do núcleo de “órbitas” predeterminadas, ou níveis de energia que asseguram a estabilidade do átomo.

Os elétrons podem ser levados a assumir órbitas “mais elevadas”, pela adição de energia, ou podem desprender energia quando caem para uma órbita “mais baixa”. Quando se trata de vibrações, se estiverem “alinhados”, os átomos criam uma força motora, trabalhando todos na mesma direção, de uma forma bem semelhante à dos metais que podem ser magnetizados alinhando suas moléculas numa única direção. Esta criação de pólos positivos (+) e negativos (-) é um fato da natureza e da ciência.

Vejamos então como vibra cada sentimento e como podem influenciar na forma em que estamos criando nossa realidade:

VERGONHA: vibrando apenas 20 Hz, é a vibração mais baixa que um ser humano emite. A vergonha impede tomada de decisões, convivência social, não tendo experiências na vida, o que dificulta o aprendizado, a evolução e a tomada de ação, porque não se sabe o que dá certo e o que não dá. De forma mais amena, se manifesta como timidez. E em um nível extremo de vergonha a pessoa quer desaparecer, até suicidar-se, sentindo ódio de si mesmo.

CULPA (30 Hz): Vibração um pouco mais alta que a vergonha, pois, para sentir culpa a pessoa precisa agir. Pessoas assim criam muito pouco, fazem papel de vítima, culpando tudo e a todos por não conseguir ter sucesso em suas pretensões. Nunca inova, vive do passado. A religião para esse tipo de pessoa, alimenta nela o sentimento de que são pecadores.

APATIA (50 Hz): Perda da esperança e vitimização. Característica dos sem teto. As pessoas nesse estado não conseguem agir perante o que a vida apresenta.

DOR/SOFRIMENTO (75 Hz): Tristeza extrema, principalmente diante de perdas. Vibra mais que a apatia, pois o sofrimento transforma as pessoas e lhes tira do estado de apatia.

MEDO (100 Hz): As pessoas com medo se sentem inseguras diante à questões da vida, tudo se torna perigoso. Podem ter paranoicas, ficam preocupadas e estressadas. Muitas vezes necessitam de ajuda para superar e lidar com esses medos e sair dessa situação. Medos são crenças limitantes, que geram falta de qualidade de vida.

DESEJO (125 Hz): Nesse nível a pessoa é materialista ao ponto de nunca estar feliz com o que tem. Alimenta vícios e luxúria. É consumista, enquanto não compra o que quer fica impaciente e ansiosa. Somos nós que escolhemos qual efeito as coisas físicas terão sobre nós, podem ser boas ou ruins. Temos que ter equilíbrio.

RAIVA (150 Hz): É um sentimento de frustração, que pode ficar escondido em nosso interior ou ser exposto num momento de fúria, que também causa culpa, vergonha e mal estar, pois, sempre após perder o controle, o indivíduo sente-se mal, por não ter conseguido controlar os sentimentos. Quando a raiva fica guardada dentro de si, se acumula e chega num ponto onde um “mosquito vira um boi”, causando uma “explosão”. O ideal não é guardar a raiva e sim tentar canaliza-la em outras coisas como sair ao ar livre para fazer exercícios físicos por exemplo.

ORGULHO (175 Hz): Esse é o estado de consciência predominante da humanidade atualmente. Dependente de circunstâncias externas (dinheiro, poder, fama, etc). É o estado que leva ao nacionalismo, racismo e guerras religiosas. Um ataque a suas crenças, vira um ataque pessoal.

CORAGEM (200 Hz): Nesse estado o ego ainda existe, mas já se começa ver uma vida fora de si, pensando mais nos outro. O otimismo prevalece, e a espiritualidade começa a aflorar.

NEUTRALIDADE (250 Hz): Nível de sistemas onde nossas crenças são flexíveis, nos tornamos desapegados e mais felizes. Aconteça o que acontecer, você vai estar firme em sua posição. Perde-se a necessidade de provar. Você se sente seguro e convive muito bem com outras pessoas. É um estado confortável.

DISPOSIÇÃO (310 Hz): Neste nível, você começa a usar sua energia de forma mais eficaz. Começa a colocar em prática as ideias, não existe mais reclamação de quase nada. Aqui começa a acabar a entropia. A vida fica mais organizada.

ACEITAÇÃO (350 Hz): Mudança verdadeira, elimina-se crenças antigas. Vive proativamente pois sua energia aumenta.

No nível da aceitação você se torna competente e aqui você quer utilizar suas habilidades para fazer algo bom. É aqui que você define e alcança metas. Começa a entender que tem uma papel a mais no mundo e quer fazer a diferença. Já consegue perdoar facilmente.

RAZÃO/CONTEMPLAÇÃO (400 Hz): Hawkins define este nível como o nível da medicina e da ciência. Consciência dos mestres, onde se é desapegado de tudo. Enxerga o mundo como um todo conectado, não existe mais sofrimento por coisas externas, não vive mais na Matrix.

AMOR (500 Hz): Não existe mais o ego, somente o amor incondicional, onde tudo que se faz é por um bem maior. Hawkins diz que esse nível é alcançado apenas por uma em 250 pessoas durante todo o seu tempo de vida. Uma parcela mínima como 0,0001% vive nesse estado.

ALEGRIA (540 Hz): Estado de felicidade inabalável. A Alegria é o maior estado de consciência que o ego pode atingir. Começa o desapego com a vida. Nível onde estão mais avançados na espiritualidade. A energia dessas pessoas é radiante e é muito bom estar perto delas. Expansão de consciência. A pessoa age através de sua intuição, que é muito forte.

PAZ (600 Hz): Total transcendência. Hawkins diz que esse nível só é alcançado por uma pessoa em 10 milhões.

ILUMINAÇÃO (700 Hz): “É a união do ser com o todo”. O fim do individualismo. O fim do eu. Fim do ego. O homem transcendental. Extremamente raro. Só o fato de pensar sobre pessoas desse nível pode fazer com que você aumente seu nível de consciência. É aqui que acontece o estado da “Consciência Elevada”, também conhecido como “Super Consciência”. Você vê o mundo como ele realmente é. Indescritível.”

Somos seres vibracionais. Cada vibração equivale a um sentimento e no mundo “vibracional”, existem apenas duas espécies de vibrações, a positiva e a negativa. Qualquer sentimento faz com que você emita uma vibração que pode ser positiva ou negativa.

Exemplos de Sentimentos que geram vibrações positivas: Paz, alegria, amor, entusiasmo, gratidão, abundância, esperança, conforto, confiança, afeição.

Exemplos de sentimentos que geram vibrações negativas: Desapontamento, solidão, falta, tristeza, confusão, estresse, raiva, mágoa.

A Lei da Atração está em ação em ambas as formas, expandindo e orquestrando tudo o que precisa acontecer para trazer uma maior quantidade da mesma coisa, seja ela positiva ou negativa.

As vibrações positivas são mais altas, enquanto as negativas são mais baixas. Quando você vivencia um sentimento frequentemente ou mantém um sentimento por muito tempo, ele se torna padrão.

O prof. Sergio Enrique Faria, hipnoterapeuta e diretor do Estúdio da Mente afirma que durante os tratamentos com Hipnose e PNL em seu consultório em São Paulo, trabalha também questões relacionadas às crenças negativas e pensamentos limitantes. Segundo o prof. Sergio Enrique, “tudo acontece primeiro na mente” e se você deseja mudar sua realidade externa, deve primeiro modificar sua realidade interna. E sob o estado de trane hipnótico, isso é muito mais efetivo, conclui.

Que tal conhecer um pouco sobre Hipnose e Hipnoterapia agora? É só clicar aqui!

Gosta de neurociências? Siga o prof. Sergio Enrique no Facebook clicando aqui.

Clique aqui para assistir a um vídeo onde o prof. Sergio Enrique tira dúvidas sobre Hipnose e Hipnoterapia.

Fonte: http://www.elainneourives.com/single-post/2017/08/28/Em-que-Frequ%C3%AAncia-Voc%C3%AA-est%C3%A1-Vibrando

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Sobre o Autor

Sergio Enrique mostrando cérebro na hipnose

Prof. Sergio Enrique Faria

Sergio Enrique Faria é diretor do Estúdio da Mente. Psicanalista, Parapsicólogo, Hipnoterapeuta, Coach, Trainer e Master Practitioner Internacional em PNL – Programação Neurolinguística.
Doutorando em Ciências da Educação, Mestre em Comunicação, Pós-graduado em Neurociência Clínica e Educacional. Pós-graduado em Neuropsicologia, Pós-graduado em Neuropsicopedagogia, Pós-graduado em Psicanálise Clínica, Pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior, Pós-graduado em Comércio Exterior e Bacharel em Administração de Empresas, Líder de Aprendizagem certificado pela Harvard University (EUA).
Palestrante, treinador e Professor universitário em cursos de pós-graduação e MBA. Autor e coautor dos livros: “Vendas e Negociação com PNL – como entrar nas mentes de seus clientes”. “Manual completo de PNL – Estratégias de grandes especialistas da Programação Neurolinguística para alcançar a excelência” e “Educação 2008 – As mais importantes tendências na visão dos mais importantes educadores”. 

Siga-me!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais | A cópia ou reprodução deste texto ou parte dele sem a autorização do autor configura CRIME DE VIOLAÇÃO dos Direitos Autorais no Art. 184 - A pesquisa antiplágio é realizada pelo Google
Open chat